A solução do dilema


Há poder na palavra


Somente uma força muito poderosa, que fosse maior que a morte, poderia anular tamanha sentença: o amor de Deus. Então, movido por este amor infinito, Ele criou uma solução para resgatar a humanidade: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16).
Estavamos a dever e não tínhamos como pagar o resgate das nossas almas. Por isso Deus resolveu que Ele mesmo pagaria a nossa dívida: “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” (II Coríntios 5.21).
“Tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenamento, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz;” (Colossenses 2.14).
“Pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.” (Filipenses 2.6-8).
Realizando um milagre que a mente humana não consegue compreender em toda a sua plenitude, Deus transformou-Se em homem, nascido de uma mulher, e foi castigado no nosso lugar: “Mas ele foi trespassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.” (Isaías 53.5).

Vimos que a humanidade caída auto-condenou-se à destruição.

Deus transformou-se em Homem, nascido de uma Mulher,

e foi castigado no nosso lugar

Bp MACEDO
Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora